junho 29 2017 1Comment

“Para além da baleia”

Nos últimos meses, as redes sociais, os jornais impressos e televisivos, e até mesmo as novelas, tem abordado um tema que , num primeiro instante, parece inofensivo.. Autoridades se pronunciaram e instituições fizeram declarações públicas alertando sobre o perigo da chamada “baleia azul”. Igrejas se mobilizaram, campanhas de oração, correntes no WhatsApp e uma avalanche de textos (e textões) nas mais diversas plataformas de comunicação digital.

Retirando todo o fomento especulativo para se vender jornal, minimizando todo sensacionalismo das instituições interessadas em se promover e resguardando a dor daqueles que, de fato, sofreram com as consequências desse “jogo”, quero refletir com você sobre a Baleia Azul e mais alguns hóspedes desse oceano.

Pra começar, quero lembrar a você que pessoas tentando se matar não é novidade. Casos de suicídio no Brasil não é coisa recente e nem extraordinária, como também não é novidade que os números reais desses casos não são divulgados para não incentivar outras pessoas a tirarem a própria vida. O “Setembro Amarelo” está ai pra provar que já faz algum tempo que suicídio é algo que preocupa a saúde publica e que medidas vêm sendo tomadas (não sei dizer se da maneira correta, mas esse não é o tema do post) para combater esse fenômeno.

Novidade pra mim é o fato de muita gente só estar se importando com isso agora.

Preciso falar, também, que essa “geração todinho” há muito tempo vem dando sinais de desespero e, ao que parece, ninguém viu. Aliás, viram, mas ninguém fez nada. As nossas antigas crianças, agora chamadas de “Novinhas”, “BoyMagia” e “crusch” (para ambos os sexos), estão cada dia mais submetendo seus corpos a práticas adultas, enquanto suas cabeças estão fracas demais para evoluir na mesma proporção do corpo. Faltam-lhes exemplos, atenção, amor de verdade (não aqueles que eles confundem com sexo) e, também, o mais importante de tudo: Jesus.

“Mas eles não sabem disso”

Nós, a igreja do Senhor, nos distanciamos tanto do mundo para não nos “sujarmos”, que o hoje o mundo não nos reconhece mais. Não sentem a sede causada pelo sal, e estão cegos pela ausência da luz.  Em Romanos 10.14, o texto sagrado nos questiona: Como ouvirão se não há quem pregue? Essa geração não sabe que precisa se arrepender, não sabe que precisam mudar de entendimento e de prática. E somos nós, a igreja, que precisa ser a voz que grita: Arrependei-vos!

No entanto, esse grito não deve ser feito com o dedo em riste, mas carregado de amor por essas vidas. Jesus morreu por cada um desses jovens, assim como morreu por você. Precisamos olhar pra tudo isso que está acontecendo, não como efeito colateral do presente século, mas como uma oportunidade que o Senhor nos dá de sermos usados para alcançar essa geração.

Não façam piadas pejorativas como se esses jovens fossem retardados por estarem no “jogo”,  pois eles não são. Só o Senhor é quem sabe o tipo de luta diária que cada um enfrenta. Só o Senhor é quem sabe o quão enredados pelo inimigo estes jovens estão. Não culpe os pais, não aponte pra sociedade secular…

Olhe pra dentro de você, talvez você consiga ver se tem uma parcela de culpa nisso tudo. Se pergunte quando foi a ultima vez que você orou por um amigo que não conhece a Jesus. Quantas vezes nos últimos dias você procurou revelar a Cristo através das suas atitudes? Quantas vezes você pregou a palavra de Deus pra alguém? Ou ainda, com que frequência você tem vivido a palavra de Deus?

A “Baleia Azul”, em si mesmo, é um estrago muito grande, mas podemos ir além do prognóstico e mudar essa realidade.

“Jovens, eu escrevi a vocês, porque são fortes, e em vocês a Palavra de Deus permanece, e vocês venceram o Maligno” 1 João 2. 14b (NVI)

O Senhor tem permitido que o gemido do mundo ecoe cada vez mais alto para que nós ( e aqui vou me dirigir diretamente aos meus irmãos da geração Y), jovens, possamos acordar do sono da indolência e fazer alguma coisa. Orar mais, jejuar, buscar a face de Deus, a presença de Deus com maior intensidade que buscamos aprovação em concurso público, relacionamento e emprego. Precisamos nos encher de Deus pra ter o que dar ao mundo.

Não podemos dar a ninguém aquilo que não temos! O Senhor quer nos usar pra restaurar uma geração e nós não estamos percebendo.

O meu artigo quer, hoje, provocar em você a necessidade de se posicionar. Se colocar diante do Senhor e dizer que Ele pode contar com você. Quero que o Espirito Santo toque o teu coração nessa hora, fazendo arder dentro do teu peito o mesmo fogo que ardeu no coração de Jesus quando ele subiu à cruz.

Sede por vidas. Amor por aqueles que se perdem. Salvação pra esse mudo decaído.

Que o Espirito de Deus traga à sua memória, nesta hora, alguém que você deixou de orar; que o seu coração se incline, neste momento, pra o chamado de Deus para você. Em nome de Jesus, eu oro para que você perceba a importância que sua vida tem para Deus, mas que você também perceba que outras vidas, que são tão importantes quanto a sua, precisam ser alcançadas pelo Senhor Jesus, e Deus quer usar você pra isso.

Olhe além da baleia.

 

Por Jonatas Nascimento

jonatasn

1 comment

  1. Best Editing Service

    The amount of written content has been growing exponentially recently, and it’s no wonder. For students, writing is an inseparable part of college and university assignments; for businesses, online publishing is a way to reach customers. The need for…

Comments are closed.