17º. Congresso Fogo para o Brasil

‘Fogo para o Brasil’: chega ao fim os quatro dias de avivamento

“Tenho certeza de que não sairemos daqui sem que Deus tenha tratado conosco em tudo aquilo que Ele julgar necessário. Não vai faltar nada”, disse Pr. Silas aos presentes

O 16º Congresso Pentecostal Fogo para o Brasil terminou nesta sexta-feira (27). Mais uma vez, a atmosfera no Centro de Convenções de Serra Negra (SP) não deixou dúvidas de que Deus tem um propósito para os participantes do evento.

“Todas as mensagens ministradas até agora me abençoaram. Tenho certeza de que não sairemos daqui sem que Deus tenha tratado conosco em tudo aquilo que Ele julgar necessário. Não vai faltar nada”, enfatizou o Pr. Silas Malafaia.

Na introdução de sua mensagem, o Pr. Josué Brandão, primeiro preletor da manhã, declarou que o congresso está sendo um “divisor de águas”. Segundo o pastor, Deus deseja se revelar e se fazer conhecido por intermédio de Seus discípulos, mas isso só acontecerá se houver transformação.

“Deus nos desafia a buscar uma nova etapa em nossas vidas. Ele quer nos dar uma nova forma, uma nova cara, um novo perfil”, declarou o pastor Josué que pregou sobre o tema Evidências de Deus em minha vida, com base em João 6.28.

O Pr. Jorge Linhares encerrou a ministração da manhã com uma palavra de advertência a respeito de comportamentos que podem destruir a vida do cristão. Citando Eclesiastes 7.22, o pastor discorreu sobre as consequências que afligem o homem quando este se envolve em “encrencas” por iniciativa própria, e quando a situação acontece por vontade de Deus.

“Quando o homem constrói armadilhas para si somente o arrependimento e a misericórdia de Deus podem dar fim à ao sofrimento, mas, quando Deus está no negócio, Ele entra na história e dá a solução”, explicou o pastor, enfatizando que o segredo para não se envolver em situações que podem levar à derrota é buscar a sabedoria e o conhecimento de Deus.

O encerramento contou com a celebração da Santa Ceia

Noite de adoração

A última noite do evento foi marcada pela celebração da Santa Ceia, restauração e entrega de vidas ao Senhor. O preletor, pastor Silas Malafaia, trouxe uma palavra de vitória para os congressistas e resumiu o seu sentimento em relação ao evento.

“Tivemos aqui muitas mensagens extraordinárias. Espero ser instrumento de Deus para comunicar algo que o Senhor ainda quer falar com você”, disse o pastor que pregou sobre o tema Deus dos montes e dos vales, no qual explicou o significado desses dois momentos na vida do cristão.

Nos quatro dias de adoração ao Senhor, a Palavra de Deus foi ministrada pelos pastores Silas Malafaia, Marcus Gregório, Jorge Linhares, Elson de Assis, Jabes de Alencar, Josué Brandão e o conferencista internacional, o pastor indiano Samuel Chand, que ministrou em três ocasiões.

Em todas as mensagens foi possível perceber que o foco de Deus para esse Fogo para o Brasil era tratar com o íntimo das pessoas, abrangendo a alma, a conduta, os objetivos e os propósitos.

Pastor Josué Brandão, um dos preletores do Fogo para o Brasil, fez uma análise sobre o evento. “Esse foi um momento profético. Deus ministrou de maneira especial por intermédio de cada pregador e de cada palavra. Acredito que para muitas pessoas essa experiência está sendo e será um divisor de águas”, declarou.

Para o pastor Elson de Assis, preletor da primeira noite do evento, foi um momento para renovar as forças. “Nós, que estamos sempre pregando, também precisamos nos abastecer, ouvir Deus falar através de outros pregadores. O Senhor falou muito comigo a respeito de algumas mudanças que preciso fazer”, disse o pastor a respeito de sua experiência.

Veja os flashes do último dia e algumas fotos do encerramento:

ruthb